quarta-feira, fevereiro 01, 2006

Lumege ou Lumeje?
.
A discussão já nos acompanha desde há 35 anos: deve escrever-se Lumege, ou Lumeje? Não sei se algum linguista estará seguro acerca desta questão...
Se estivéssemos perante um vocábulo de origem portuguesa, teríamos informação linguística que nos permitiria tomar uma opção convicta. Mas este vocábulo toponímico é de origem nativa, não obedecerá, portanto, à lógica da língua portuguesa. E não me consta que exista algum estudo acerca da história dos vocábulos autóctones de Angola...
Mesmo em língua portuguesa, quando existem dúvidas acerca da grafia de uma palavra, os especialistas aconselham que se adopte um processo "estatístico", isto é: avaliam-se exaustivamente as quantidades de uma e outra versões que aparecem nos jornais e nos livros e adopta-se aquela que aparece mais vezes. (Um exemplo: todos os oito dicionários que possuo registam o vocábulo binóculo, em singular, mas aposto que os dicionários do futuro lhe acrescentarão mais uma letra e registarão binóculos. Pela simples razão de que é assim que, embora erradamente, quase todos dizemos e escrevemos).
Pois bem, numa pesquisa rápida que fiz na internet, através do Google, o topónimo Lumege aparece 93 vezes enquanto que a versão Lumeje surge 127 vezes.
Esta verificação (pouco científica, reconheço) foi feita posteriormente à opção tomada para o título e o endereço electrónico deste blog.
Zé Oliveira
.
Este mapa é pertença das Nações Unidas e foi reproduzido a partir do livro "África 30 anos depois", editado em 2005 pela revista Visão

1 comentário:

Armando Monteiro disse...

Uma boa pergunta, mas à saida do Luso (Luena)havia um quadro de informação rodoviária, ao lado da linha do CFB, que dizia LUMEGE 102 km, não prova nada, mas a tradição persiste. Posso mandar-le a foto se me der o endereço para filobit@gmail.com