sexta-feira, abril 21, 2006

O Cameia Bar do Sr. Videira

O António Videira era um rapazinho (muito educado e simpático, como nos recordou o Abílio) que convivia um pouco connosco no Cameia Bar, que pertencia a seus pais.

Um dia, o António Videira pesquisou o nome da sua terra na internet e... veio aqui parar, a este blog, a que alguém já chamou o "Ponto de Encontro". E para grande surpresa sua (surpresa ainda maior para seus pais) deparou-se com fotos (30/12/70) da despedida da sua família, que partira do Lumege no início do ano de 1971. Contactou-nos, manifestou interesse em possuir estas fotos, e... graças à sempre disponível colaboração do proprietário delas, o Fernando Hipólito, as fotos já estão na posse do António Videira. Porque contém alguma informação e, embora curta, possui alguma afectividade, transcrevemos a mensagem de agradecimento que nos enviou (suprimimos as referências elogiosas, por desnecessárias).

«Muito obrigado (...) pelas fotografias que fez o favor de enviar. Uma delas reporta-se exactamente à festa de despedida dos meus pais. As outras fizeram-me recordar e ver a casa e a terra onde nasci há quase 47 anos. Vamos mantendo o contacto (...).

Um abraço

António Gouveia Videira»

O nosso "porto de abrigo"

O António Videira acaba de nos enviar esta foto do Cameia Bar, nosso "porto de abrigo" para uma bica, uma Cuca ou Nocal, ou até um bife com batatas fritas. Ou mesmo uma tarte recheada com doce de papaia, mas isso é uma história que o Abílio vai contar amanhã ou depois. Uma história em que entra a esposa do Sr. Videira, mãe de António Videira que numa das mensagens que nos enviou esclarece, referindo-se à foto do alto, que «(...)quem está em primeiro plano é precisamente a minha mãe, na dita festa de despedida. Na foto da estação [que repetimos ao fundo] reconheço perfeitamente um velho amigo e compadre do meu pai – o Sr. Hostilio Tavares, infelizmente já falecido. (...) Eu vivo em Almada e os meus pais numa aldeia do concelho de Seia, em Pinhanços (Serra da Estrela)

António Videira»

14 de Setembro de 1970, Estação do C.F.B. (Lumege) . Partida do comboio Mala. Despedida da família de uma rapariga que vai para a escola. (Foto de Fernando Hipólito)

4 comentários:

Rute Costa Correia disse...

Que alegria!

Chamo-me Rute Correia e nasci em Angola há 34 anos, mais precisamente em Carmona, mas com muitas raízes no Lumege, de onde é natural a minha mãe.
Só recentemente soube da existência deste blog e foi com curiosidade e alegria que toda a família, reunida, percorreu afincadamente toda esta página! E surpresa, das surpresas, ali estava a minha avó! Palmira Costa,a terceira a contar da esquerda, esposa do certamente conhecido Sr.Costa. Também figura na fotografia uma tia minha, Maria José Gomes, segunda a contar da direita, esposa do Sr. Gomes, como era conhecido. Ambos já falecidos.
Pois bem, quem não conhecia o Sr.Costa no Lumege?
É com grande alegria que informo, a quem o guarda na caixinha das recordações, que completará no próximo ano, a linda idade de 100 anos!
Resistiu à perda da terra que foi sua durante anos e na qual trabalhou árduamente. Nela viu nascer os seus filhos, Júlia Adelaide Costa, minha mãe, Osvaldo Costa, Filomena Costa, Graciette Costa, Julito Costa e Raúl Costa.
Engraçado, que também temos fotografias dessa mesma festa, a festa que decorreu em Dezembro de 1970!
Quem me facultou o vosso blog, foi o José Rodrigues, filho do sargento José da Conceição Rodrigues, que pela informação que disponho, vos foi substituir no Lumege.
Com mais tempo, também enviarei fotografias que remontam a esse tempo.
Actualmente, grande parte da família Costa vive em Vila do Conde, a família Gomes ficou por Lisboa.
Muitos parabéns por esta iniciativa, sr.José Oliveira.
Aqui fica o meu email: rutemarinel@hotmail.com

João Manuel Garcia disse...

Peço desculpa, mas não consegui inserir este comentário no post correcto (não tem activada a opção comentários), pelo que agradeço lhe seja dado algum relevo, para que não passe despercebido!

Muito obrigado




"Senhor Costa à beira dos 100 anos!"

Fantástico e é meu Avô!

Chamo-me João Manuel Costa Garcia, tenho 45 anos, sou neto do Sr. Costa, e vivi no Lumege até aos 11 anos. Afortunadamente, tenho memórias vivas daquela bonita terra. Possivelmente lembrar-se-ão de João António Garcia e Graciete Costa (meus pais). Tinham um comércio junto ao campo de futebol, próximo da linha do caminho-de-ferro. Ao navegar neste Blog tive oportunidade de recordar caras amigas há muito tempo longe do nosso convívio, outras infelizmente já desaparecidas. Com tristeza minha, não me recordo de alguns militares que compunham essa companhia, com excepção do sargento José da Conceição Rodrigues e do Capitão Tengarrinhas, possivelmente por terem filhos que fizeram parte das amizades de infância. Tive conhecimento do vosso blog, à semelhança da minha prima Rute Correia, através de Josão Rodrigues, filho do sargento José da Conceição Rodrigues, que pela informação de que disponho, vos foi substituir no Lumege. Hoje vivo em Alverca com a minha esposa e filho e os meus pais e irmãos em Montes da Senhora, Concelho de Proença-a-Nova. Infelizmente não tenho muitas fotografias, ao contrario da minha prima, pois por ironia do destino não nos foi possível trazê-las, já que viemos para Portugal numa altura bastante conturbada (Agosto/75). Com certeza farei pesquisas e se algo me chegar às mãos, acreditem que vos farei chegar. Deixo também o meu endereço e-mail (jmcgarcia@netcabo.pt) para que alguém que consulte este blog e se lembre de nós, me possa contactar...
Aproveito para vos dar os parabéns por esta excelente iniciativa.

Um grande abraço,

João Costa Garcia

Balança disse...

Parabéns pela ideia do Blogg, deste Ponto de Encontro!
Eu, António Videira e a minha esposa Adelaide Videira (os proprietários do Cameia Bar) estamos muito honrados com os vossos comentários.
Aproveitamos ainda a ocasião, para mandar um beijinho muito especial ao nosso afilhado “Nelito” Tavares, filho do Sr. Hostilio Tavares e a todos que conosco viveram num clima de fraternidade, e foi essa forma de viver em comunidade que mais saudades nos deixou…
Emocionamo-nos ao recordar as pessoas e os lugares, trazendo-nos à memória os tempos vividos…
A todos votos de muita saúde.

Anónimo disse...

Boa tarde:
Na festa de despedida da família Videira também reconheço a minha mãe: é a senhora de camisola branca e bandolete, a D. Glória,esposa do Sr. Lopes e mãe da Zézinha, Celeste e Tó. Fiquei muito contente ao ver a fotografia e espero que, se se lembrarem de mim entrem em contacto pois estamos todos bem e na sexta-feira estivemos todos juntos e claro que falámos destes anos tão longinqúos... Telemóvel:969 339 633telefone casa: 241 573 021.
Fiquem bem, Zézinha Lopes